Praga, O Coração da Europa | Mês de Maio

Mês de maio. É primavera em Praga. Desde 1946 o festival recebe a nata mundial de artistas, orquestras sinfônicas e grupos de música de câmara do mundo, que se apresentam nos melhores locais de Praga.

Prepare-se para um roteiro especial em 4 dias.

Como chegar:

O aeroporto Ruznye fica a 10 km do centro de Praga. Há táxis oficiais do lado externo que cobram cerca de US$ 25 pela corrida de 20 minutos até o centro da cidade.

Como circular:

Dá pra andar a pé no centro de Praga. Um bilhete de transporte público válido por 24h, custa cerca de US$3 e é vendido em bancas de jornais no aeroporto.

Clima:

Maio tem sol, pouca chuva e temperatura média de 18C.

Hospedagem:

Os hotéis de Praga, podem ser baratos, mas o Sir Toby’s tem ótimo serviço e interior impecável; quartos de casal a partir de US$70; www.sirtobys.com

O pitoresco Hotel Sax fica entre a Cidade Antiga e o bairro do Castelo; quartos de casal a partir de US$190; www.sax.cz

Vistas da ponte Carlos e muito luxo no Four Seasons; quartos de casal a partir de US$370; www.fourseasons.com/prague

Alimentação:

Praga tem restaurantes excelentes. O Kampa Park atrai o jet set com seu menu internacional.

Mais caseiro, o Stoleti dá um toque inovador a pratos tradicionais.

Despesa diária para duas pessoas

US$400, incluindo hospedagem, alimentação, transporte local e ingresso para atrações.

Informações adicionais:

www.pis.cz   e   www.dpp.cz

 

Plano de viagem

De dia passeie pela cidade e, à noite, vá aos concertos do Festival da Primavera: esta é a melhor época para visitar Praga.

Durante o festival (de meados de maio a início de junho), há apresentações todas as noites. O destaque é sempre a última noite no Obecní Dum com a obra de Beethoven.

Quatro dias na capital Tcheca

1 dia:  Ande no bairro do Castelo para ver as atrações mais famosas de Praga: a viela Dourada, a catedral de S. Vito, O Palácio Lobowicz e o convento de S. Jorge. Ande sem pressa pela sinuosa Nerudova e peça um café com bolo no terraço da praça do Bairro. Volte pela histórica ponte Carlos.

2 dia: Visite o antigo bairro judeu em Pariszka e Siroka, admirando as ornamentadas sinagogas, cemintérios judeus e os redutos do escritor Franz Kafka. Veja também o museu de Artes Decorativas. Comunistas devem garimpar as butiques e joalherias caras em Pariszka.

3 dia: Vá de metrô até Mustek para apreciar uma visão clássica da grande praça Venceslau. Siga pra a Cidade Velha e ande com calma pelas ruas de pedra, com pátios medievais, galerias, museus e igrejas históricas. Veja o Relógio Astronômico da Prefeitura em ação de hora em hora. Informe-se se está havendo algum concerto do Festival da Primavera na Prefeitura.

4 dia: O melhor lugar para ver Praga do alto é a torre de observação do século 19, Petrin, na margem oeste do Vitava. Aqui também há muitas atrações para crianças. como caminhadas amenas e locais para piquenique. O acesso é por uma linha de funicular, que serve de antídoto contra a agitação da cidade abaixo.

Dicas:

– Compre ingressos para eventos do festival com boa antecedência, através da agência central de reservas no Rudolfinum.

– Se possível, não vá a praga no fim de semana. A cidade fica lotada de fanfarrões rudes e bêbados de outros países.

– Veja alguns artistas mais jovens do festival, um dos poucos de música clássica do mundo que dá espaço a novos talentos.

 – Não como nas cercanias da praça da Cidade Antiga, a menos que tenha uma recomendação confiável. A maioria desses lugares ludibria turistas desavisados servindo comida ruim e cara e cobrando taxas ocultas. Cobrar mais por uma mesa ao ar livre é um dos golpes mais comuns.

Deixe um comentário